Arquivo do blog

sexta-feira, 11 de março de 2011

Maior terremoto do Japão gera tsunami e causa destruição e mortes no país


Um forte terremoto de magnitude 8,9 atingiu a costa nordeste do Japão nesta sexta-feira, seguido de um tsunami com ondas de até dez metros de altura, causando vítimas e sérios danos a diversas cidades da região, segundo autoridades locais. Trata-se do pior tremor a atingir o país desde que começaram a ser feitos registros, no final do século 19, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).

 
O tremor desta sexta foi seguido por ao menos outros 19 tremores, muitos deles de magnitude 6.0. Cidades e vilarejos ao longo dos 2.100 quilômetros da costa leste do país foram afetadas por violentos tremores que atingiram até a capital, Tóquio, localizada a 373 quilômetros de distância do epicentro.

 
 
Dados parciais apontam a morte de pelo menos 32 pessoas. Não há informações sobre brasileiros entre as vítimas.

O tremor também paralisou em todo o país os serviços do "shinkansen", o trem-bala japonês. Em Tóquio foram desativados os serviços de metrô e de trens suburbanos, e passageiros foram retirados do aeroporto de Narita. Relatos também indicam que a comunicação por celular foi cortada.

O principal aeroporto de Tóqui foi fechado. Já uma grande parte do aeroporto de Ibaraki, 80 quilômetros a nordeste de Tóquio, desmoronou.
Cerca de quatro milhões de casas estão sem energia elétrica em seis províncias do país, segundo informaram as autoridades.

Após o terremoto que ocorreu há dois dias no país, a Agência Meteorológica japonesa advertira que durante uma semana poderia haver réplicas, embora tenha sido estimado que a intensidade máxima seria de magnitude 4 pela escala japonesa --cujo nível máximo é 7.
O último terremoto de grandes proporções a atingir o Japão havia sido em 1932 em Kanto --o tremor, de magnitude 8,3, matou 143 mil pessoas, segundo o USGS.

Em 1996, um outro tremor, de magnitude 7,2, deixou 6.400 mortos na cidade de Kobe.
O Japão está situação do "Anel de Fogo" --um arco de regiões de terremotos e vulcões que se estende pelo Pacífico e onde cerca de 90% dos tremores do mundo ocorrem. Um deles, de magnitude 8,8 no oceano Índico e que foi seguido por um tsunami, matou estimadas 230 mil pessoas em 12 países em 26 de dezembro de 2004.

O Japão sofre frequentes terremotos, que raramente causam vítimas devido às rígidas normas de construção vigentes no país.
Tsunami pode chegar a América do Sul
O aviso de ondas gigantes emitido pelo Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico ampliou o perigo de tsunamis atingirem a costa da Austrália, Nova Zelândia, Fiji, Samoa, Polinésia e outros arquipélagos menores ao longo da Ásia e da Oceania.
O alerta também vale para países da América do Norte (México e o Estado americano do Havaí), América Central (Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Nicarágua, Panamá e Honduras) e América do Sul (Chile, Equador, Colômbia e Peru).
Segundo o centro, “a avaliação do nível do mar confirma que foi gerado um tsunami que pode causar grandes danos”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, a sua opinião