Arquivo do blog

sábado, 23 de abril de 2011

Crianças brincam a tradição do Judas

Hoje é último dia da semana Santa, o Sábado Santo, mais chamado de Sábado de Aleluia, é o dia de véspera da Páscoa no calendário do Cristianismo. Junto às celebrações religiosas deste dia quando ainda é proibido celebrar a Eucaristia, e qualquer outro sacramento, excepto o da Confissão, muitas comunidades cristãs católicas realizam a Malhação de Judas ou Queima de Judas que é uma tradição presente em diversas comunidades católicas e ortodoxas que foi trazida para a América Latina pelos espanhóis e portugueses.

É também realizada em diversos outros países, sempre no Sábado de Aleluia, simbolizando a morte de Judas Iscariotes, um dos apóstolos que teriam acompanhado Jesus Cristo. Judas teria traído Jesus e o entregue ao Sinédrio, conselho supremo e representação dos judeus perante os romanos, em troca de dinheiro. Por conta desse episódio relatado no livro do Novo Testamento, as populações seguidoras da fé católica adotaram o ritual de na semana da Paixão de Cristo fazer simbolicamente o julgamento, a condenação e a execução de Judas, o traidor.

Consiste em surrar um boneco do tamanho de um homem, forrado de serragem, trapos ou jornal, pelas ruas de um bairro e atear fogo a ele, normalmente ao meio dia, em alguns lugares como em Nova Olinda o horário preferido é o da noite, a apartir das 19 horas, em terreiros especialmente preparados para uma encenação onde centenas de moradores se reúnem para destroçar simbolicamente, sem dó nem piedade, o traidor de Jesus Cristo. O alvo retratado em um boneco de pano, e pendurado como se tivesse sido enforcado em algum poste da rua, leva pauladas, chutes e, no fim, é queimado por uma multidão exultante.


Cada lugar tem seu jeito de malhar o Judas, em Nova Olinda, a malhação do Judas mais tradicional acontece no bairro Cruzeiro onde até as crianças participam para garantir a continuação da tradição (na foto à cima Ranilson mostra um grupo de crianças do Bairro Cruzeiro vestidas de Caretas - Os Carrascos do Judas). Lá uma rua inteira é interditada no fim da tarde para preparar a execução do traidor de Jesus, Judas é enforcado a um masto no centro de um cercado e próximo a uma mesa farta de comidas e objetos de valor que serão roubados por ladrões que representam o amor de Judas pelo dinheiro. As prendas são esmolas pedidas porta a porta pelos Caretas (Os Carrascos do Judas). Mas, a mesa farta é protegida por homens armados de chicotes de couro e ou de cordas, representando os guardas romanos que chicoteram Jesus até o calvário. Cada ladrão pode roubar somente uma prenda a cada entrada até que sobra o boneco representando o Judas onde está guardada a prenda de maior valor significando as 30 moedas de pratas pelas quais o traídor entregou Jesus à guarda real. Depois que um corajoso rouba o boneco os guardas destoam toda a sua força contra ele e o boneco efetuando fortes chicotadas a assim que o ladrão consegue fugir da área de risco demarcada o boneco é devolvido para o sacrifício ficando o ladrão com o prêmio enquanto o boneco é surrado e depois queimado como castigo pela traição a Cristo.   

CONTA A HISTÓRIA Que:
Judas, apóstolo traidor, já um ano antes da Paixão de Jesus tinha perdido a fé no Mestre, mas continuava a acompanhá-lo por comodidade e para ir furtando do que ofereciam aos apóstolos.
Obcecado pelo dinheiro, antes de se afastar de Cristo, Judas assistiu ainda à última ceia, em que Jesus revelou a sua traição, mas foi logo ao encontro dos inimigos de Cristo para cumprir o que tinha combinado e receber 30 dinheiros. Consumada a traição, arrependeu-se, quis restituir o dinheiro, mas, repelido pelos sacerdotes, enforcou-se numa corda.
A FESTA DOS CARETAS

             A Festa dos Caretas se tornou um evento tradicional e ocorre durante toda  a Semana  Santa e como antigamente, se caracteriza por mostrar personagens mascarados, vestidos de forma diferente com roupas velhas, lençóis, gibão de vaqueiro, roupas de mulher, chocalhos na cintura e de máscaras de sacos de estopas, cuias, frandes ou  papelãose animando e pondo medo pela cidade e na zona rural, pedindo esmolas para o sítio da malhação do Judas.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, a sua opinião