Arquivo do blog

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Site miséria tenta mostrar terrorismo político em Nova Olinda

 

Fato

O sítio miséria na internet publicou na edição de hoje uma matéria onde tenta demonstrar que em Nova Olinda existe um clima de guerra e de terrorismo político praticado pela família Sampaio na disputa pelo controle do poder no município. Na matéria pautada por uma suposta tentativa de arrombamento do comitê de campanha do Partido Socialista Brasileiro (PSB) o autor da matéria destaca: “outro detalhe é que todos os candidatos, além do prefeito, são Sampaio” e ironiza: “Que família grande!”

Interpretação

Ao ironizar o fato de a família Sampaio capitaneada pelo prefeito Afonso Sampaio e pelos primos Ronaldo Sampaio (PSD) e Gerlanio Sampaio (PSB) que respectivamente disputam o cargo de prefeito nas eleições deste ano o sítio miséria tratou um caso isolado de uma notícia de vandalismo reprovável como sendo uma regra do tratamento da família Sampaio na campanha eleitoral.

Ao abordar o assunto o jornalista não agiu com o critério adequado pois generalizou o ocorrido como se vê nas linhas seguintes copiadas integralmente da matéria sobre o título “Atentado ao comitê do PSB em Nova Olinda vira caso de polícia”:

“As candidaturas de situação, com Ronaldo Sampaio, e da oposição, com Gerlanio Sampaio, estão a todo vapor e ficando cada vez mais rivalizadas, o que tem causado, inclusive, início de confronto nas ruas”

Não é verdade que nosssa cidade vive esssa clima de guerra e até o momento não existem confrontos “nas ruas” ou em qualquer lugar nos moldes representados na matéria.

Além de inverídica, ao trazer a baila o discurso terrorista, as informações  assinadas por Madson Vagner soaram tendenciosas e pessoais como demosntram os recortes abaixo:

“Mas, o detalhe da campanha é que Gerlanio era aliado de Afonso e acabou rompendo. Organizou a oposição, juntando, inclusive, PT, PCdoB e PDT, e faz uma campanha de impacto”

Neste ponto a subjetividade do jornalista o coloca como autêntico porta voz da campanha adversária que jamais usaria outro discurso que não o visionário de acerto e conformismo deixando de lado por exemplo os fatos que realmente possam interessar a quem se disponha a uma leitura desapaixonda da matéria tratada.

Conclusões:

Como bem lembrou o miséria “Gerlanio era aliado de Afonso e acabou rompendo”. Cabe acrescentar que Gerlanio também era aliado de Ronaldo “e acabou rompendo”. Os três são primos e foi Gerlanio Sampaio quem coordenadou a campanha para a reeleição do prefeito Afonso Sampaio em 2008. No mesmo pleito Gerlanio Sampaio também ajudou a campanha de Ronaldo Sampaio à câmara municipal, inclusive, declarando voto a ele.

Estes são fatos e contra eles nenhum argumento poderá ser tão forte a ponto de dizer que isso não é verdade. Por tanto, a verdade por trás desse fato é que não existe terrorismo político praticado em Nova Olinda seja da parte da família Sampaio ou da parte de quem quer que seja, o que ocorre é que nesta campanha assim como o que ocorreu em 2004 quando Nê Sampaio (irmão de Gerlanio) se lançou candidado houve uma natural concentração política em torno da família Sampaio isso voltou a acontecer nestas eleições quando Ronaldo (Sampaio) e Gerlanio (Sampaio) estão em lado opostos mas, nada impede que os dois sejam os primeiros a não permitir que as suas divergencias políticas atuais repercutam no campo pessoal como o sitio miséria quis demonstrar.

Espero que as duas campanhas se posicionem pela verdade! Este é o meu desejo de uma campanha limpa do ponto de vista ético e moral. Que nimguém se encaminhe para o campo da baixaria e das falácias irresponsávies e ou de atos criminosos.

Acredito no bom senso dos candidatos e do atual prefeito que muito bem representam a família Sampaio para dignificar o nome de Nova Olinda, pois, deve ser por Nova Olinda o compromisso de todos!

Assim, como ocorreu em 2004 quando Nê (Sampaio) e Afonso (Sampaio) disputaram a prefeitura e honraram a sua família e as demais famílias novo-olindenses, também, Ronaldo (Sampaio) e Gerlanio (Sampaio) têm a responsabilidade de fazerem o mesmo sem errar e sem permitirem o erro aos seus comandados.

Considerações

Os eleitores são livres para escolherem. E suas escolhas devem ser respeitadas. Quem não está pronto para perder não devia postular a vitória dentro de um campo de escolha como as eleições. Os cargos de prefeito, vice-prefeito e de vereadores ora em disputa não são indicações, não. São postos a serem conquistados. E nessa busca, quem mente, agride e levanta falsas idéias tendem a sofrer a derrota pois o povo não precisa de quem lhes diga a verdade, o povo precisa é de quem tenha a coragem de trabalhar com ela.

O autor é radialista, estudante de jornalismo e Direito.     

Um comentário:

  1. Tudo que precisava ser dito está nesse texto, meus parabéns Ranilson, fez ótimas e verdadeiras colocações. Resta apenas parar para pensar, e escolher o melhor para Nova Olinda. E que a campanha siga a todo vapor com respeito e consciência.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário, a sua opinião