Arquivo do blog

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

POLÍCIA TRAÇA A ROTA DE FUGA E PROCURA POR SUSPEITOS DE MATAR MANU LOPES

Os policiais do Destacamento de Polícia de Nova Olinda traçaram uma rota de fuga empreendida por dois suspeitos de atirar e matar o agricultor José Wilson Silva, 50 anos, mais conhecido por Manú Lopes, assassinado a tiros de arma de fogo no início desta manhã em Nova Olinda. O assassinato ocorreu por volta das 8h30m em frente à subestação de energia elétrica do município, bem na altura do km 1 da rodovia CE 166. Conforme informações de populares dois homens se aproximaram da vítima que trafegava em uma moto e atiraram sem oferecer chance de defesa à vítima que tombou morto. O corpo do agricultor foi levado pela PM ao hospital Ana Alencar Alves onde aguarda o Serviço de Perícia Forense do Instituto de Medicina Legal de Juazeiro do Norte para ser necropciado e depois entregue a família.

De acordo com os levantamentos feitos pela Polícia Militar (PM) os criminosos se evadiram do local do crime em um veículo Toyota, Corolla, de cor chumbo, placa não anotada, seguindo por uma rua carroçável em direção ao bairro piçarreira e de lá alcançaram a rodovia CE 292 em direção a Crato. Neste momento a polícia concentra as buscas aos suspeitos no sítio gostoso, na zona rural de Nova Olinda, por onde, segundo populares um veiculo com as mesmas características do usado pelos atiradores foi visto adentrando à estrada vicinal em alta velocidade na altura do sítio Olha D´água a 6 km da sede.

A polícia não tem dúvidas de que o crime se trata de uma execução sumária com fortes características de pistolagem, pois, os atiradores já abordaram a vítima efetuando vários disparos de arma de fogo sem oferecer qualquer chance de defesa para a vítima. De acordo com Leomar Gomes Feitosa, diretor do hospital municipal, o corpo já deu entrada na unidade de saúde sem vida e apresentando pelo menos seis perfurações. Não é possível precisar o calibre das armas usadas pelos atiradores, que segundo testemunhas que não quiseram se identificar foram duas armas utilizadas sendo de calibre diferentes pelas características sonoras dos disparos que foram ouvidos por pessoas que moram ou trabalham próximo ao local do crime.   

O agricultor era casado, e pai de Mário Lopes da Silva Neto de 22 anos de idade que está preso e confessou em depoimento a polícia civil de Crato, ser o autor do disparo de arma de fogo que matou o pecuarista e comerciante Antonio Jussidê Sampaio de Oliveira, de 55 anos, no último dia 8.

Qualquer relação entre os fatos é uma precipitação, mas a polícia não descarta nenhuma linha de investigação, diz o subtenente PM Paulino que é o encarregado da Unidade Policial de Nova Olinda e que informa que neste momento a polícia trabalha para tentar localizar os suspeitos e desvendar este que é o segundo crime de morte por arma de fogo registrado em Nova Olinda somente este mês. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, a sua opinião