Arquivo do blog

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Ceará poderá ter chuvas acima da média este ano segundo previsão da funceme


Após o período de seis anos consecutivos de seca, o Estado apresentou cenário favorável para chuvas acima da média histórica. A avaliação climática aponta que, no Ceará, há 40% de probabilidade para chuvas superiores à média histórica, 35% em torno da normalidade e 25% de chances do período se encerrar abaixo do normal. O prognóstico para a quadra chuvosa de 2018 foi divulgado pelo Governo do Ceará, por meio da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), em cerimônia no Palácio da Abolição, em Fortaleza, nesta segunda-feira (22).


A divulgação dos dados foi presidida pelo governador Camilo Santana e contou com a participação do presidente da Funceme, Eduardo Sávio, do secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, dentre outros representantes de órgãos voltados aos trabalhos de Segurança Hídrica no Ceará – Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra) e Defesa Civil.

No mês de fevereiro, será divulgado um prognóstico climático atualizado para o Ceará, abrangendo o trimestre março, abril e maio.

Trabalho por soluções

O governador Camilo Santana avaliou com otimismo os dados apresentados pela Funceme, mas destacou que o Governo do Ceará continuará seguindo à risca e com celeridade todos os planos em busca de diversificar as fontes hídricas para garantir que não falte água para a população. O chefe do Executivo lembrou de ações, como o Plano de Segurança Hídrica para Fortaleza e Região Metropolitana, que têm gerado economia de 292 milhões de m³ de água anualmente. O número, destacou, supera em muito a média projetada na adoção do racionamento – economia de 21 milhões de m³.

O presidente da Funceme, Eduardo Sávio, explicou que a situação para janeiro e o trimestre fevereiro, março e abril é mais favorável do que a população cearense viveu no mesmo período de previsão em 2017. Contudo, ele pontuou que haverá tendência similar de irregularidades dependendo da região do Estado.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa do Governo do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, a sua opinião