Arquivo do blog

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Prefeito de Tauá, Aliado de Audic, é Alvo de Operação do MP e da Polícia

Do portal cearaagora.com.br

A Polícia Civil, acompanhada de técnicos e promotores de Justiça, invadiu, na manhã desta quinta-feira, 7, a cidade de Tauá para o cumprimento de mandados de busca e apreensão de documentos e equipamentos de informática na sede da Prefeitura, de secretarias e nas residências de ocupantes de cargos de confiança do Município. Um dos alvos da Operação do Ministério Público Estadual (MPCE) é o prefeito Carlos Windson (DEM), aliado do deputado estadual Audic Mota (PSB).

O Ministério Público Estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), investiga denúncias de má gestão dos recursos públicos, licitações e irregularidades na contratação de pessoal e obras na administração de Carlos Windson. São alvo, também, de mandados de busca e apreensão, em suas residências, o irmão do prefeito Carlos Windson, Aleange Mota, o primo Beto Mota, a cunhada e Secretária de Educação, Gertrudes Mota, e a chefe de gabinete da Prefeitura, Sulanir Alves.

Os moradores da sede do Município de Tauá foram surpreendidos antes do sol raiar com a chegada das viaturas da Polícia Civil, dos agentes e dos técnicos do Ministério Público. A Operação foi deflagrada a partir das 5 horas da manhã e pegou de surpresa quem estava se preparando para sair de casa. Promotores de Justiça que comandam as investigações contra a administração do prefeito Carlos Windson devem fazer, até o final desta manhã, por meio de entrevista coletiva, um balanço da operação.

Carlos Windson, que segue orientação política do deputado estadual Audic Mota, está sendo investigado, também, pela Câmara de Vereadores e, no início desta semana, conseguiu uma liminar na Justiça que o livrou do afastamento do cargo. O deputado Audic Mota ainda não se pronunciou sobre as investigações do Ministério Público Estadual em Tauá, a sua principal base eleitoral.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, a sua opinião