Prefeito Arnon Bezerra se reúne com presidente da ANAC e líderes em Brasília para solucionar problema dos voos

RANILSON SILVA | 15:41 |


O Prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, esteve reunido na tarde desta quarta-feira, 24, em Brasília, com o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), José Ricardo Botelho, o senador Cid Gomes, o deputado federal, Pedro Bezerra, e outras lideranças políticas e empresariais, para tratar sobre o problema do cancelamento dos voos pela Avianca, em Juazeiro do Norte. Essa questão também se estende para outros estados do Nordeste.

O Chefe do Executivo juazeirense disse que no próximo dia 7 de maio, o presidente da ANAC anunciou um leilão das linhas da Avianca, para empresas que queiram atuar com voos para Juazeiro do Norte. Segundo o Prefeito Arnon Bezerra, essa é uma esperança no que diz respeito a vinda de novos voos, mas que, por outro lado, lideranças estão se mobilizando para realizar uma audiência pública, solicitada pelo deputado federal Pedro Bezerra, para tratar do assunto e buscar uma solução para o problema o mais rápido possível.

Ainda estiveram presentes na reunião á tarde, na ANAC, o secretário de Esporte e Juventude (Sejuv), Luciano Bazílio, o empresário Júlio Ventura, os vereadores Adauto Araújo, Líder do Prefeito na Câmara, e Ângelo Leroso, e o deputado estadual, Guilherme Landim.

O Prefeito ainda ressalta que há uma esperança muito grande de que Juazeiro do Norte seja escolhido por uma empresa que ofereça todo o conforto, a qualidade e a assiduidade nos voos para a população.

Segundo Arnon Bezerra, as lideranças que vêm trabalhando nessa questão, tendo à frente o deputado federal Pedro Bezerra e o senador Cid Gomes, estão sendo apoios importantes. Ele destacou contatos firmados anteriormente em que lideranças políticas do Pernambuco, Paraíba, Alagoas, e do Piauí, como o senador Elmano Ferrer, que é de Lavras da Mangabeira, estão trabalhando nesse sentido.

De acordo com o Chefe do Executivo juazeirense, essa é uma angústia da população não só de Juazeiro do Norte, mas do Nordeste. Ele ainda destacou a sua preocupação no que diz respeito aos possíveis impactos no comércio, na indústria, na rede de hotéis e restaurantes e consequentemente no setor turístico de toda a região.

Em::

Seguidores