[Canindé] Tasso é homenageado pelos 30 anos da Praça dos Romeiros

RANILSON SILVA | 06:49 |

Segunda-feira, 30 de setembro de 2019

O Santuário de São Francisco das Chagas, em Canindé, agraciou, na noite deste sábado (28), o senador Tasso Jereissati com a entrega do troféu Artesão da Paz, que foi criado com o objetivo de “homenagear pessoas e instituições que se destacam na construção da cultura da paz e do bem”. 


A homenagem aconteceu pela comemoração dos 30 anos de Praça dos Romeiros, construída no ano de 1989, durante a sua primeira gestão no Governo do Estado.

Juntamente com milhares de peregrinos, Tasso participou da novena de São Francisco, com o tema “São Francisco, mestre da cultura do encontro”. Em sua pregação, o Frei Éderson Queiroz ressaltou a mensagem de São Francisco e sua relação com os pobres, destacando a importância da Praça dos Romeiros.

- Senador, que graça. Trinta anos que essa praça congrega, que essa praça gera encontros, que essa praça modifica pessoas, humaniza pessoas e tudo se deve também pela sua participação, disse ele.

O Senador enfatizou a importância da Praça, construída em 1989, durante um momento de extrema seca no Estado.

- É uma enorme emoção estar aqui 30 anos depois, em que estive aqui junto com o nosso inesquecível Dom Aloisio Lorscheider, que pra mim foi um santo; e também com um grande benfeitor de Canindé, Frei Lucas, que foi um dos inspiradores para que nós fizéssemos essa Praça.

Tasso enfatizou, ainda, que a construção ocorreu, primeiramente, pela “devoção que temos por São Francisco. Eu vinha aqui ainda criança, quase todos os anos com meu pai e meus irmãos”, mas “também em homenagem a esse povo. Romeiro, que vem aqui sempre por fé. Isso aqui é uma homenagem a São Francisco e a todos os romeiros de ontem, de hoje e de amanhã!.

GRATIDÃO - Antes de encerrar seu pronunciamento, Tasso relatou sua devoção por São Francisco e sua gratidão aos cearenses: “Eu agradeço do fundo do meu coração, eu fiz questão de trazer os meus netos para que eles já comecem desde criança a colocar também São Francisco no coração. E não só São Francisco, mas quando eu entrei aqui falei para aquelas crianças (seus netos) que estão ali: Estão vendo essa multidão aqui? Esse é o meu povo. Se eu fui governador, se eu sou senador, esse é meu povo. E seu eu devo alguma coisa a alguém, além dos meus pais, eu devo a esse povo do meu querido estado do Ceará”.

Da assessoria de imprensa do senador 

Em:: ,

Seguidores