Lockdown não surte efeito em Nova Olinda após 2 semanas de isolamento social rígido no Ceará

Ranilson Silva | 08:57 |

 25 de março de 2021

Arte do Boletim diário do Covid-19 - Nova Olinda/CE - Ascom

A média de casos se mantém enquanto o tempo de tratamento está aumentando  

Uma análise dos dados epidemiológicos do coronavírus no município de Nova Olinda/CE no período de 13 a 24 de março durante a vigência dos primeiros 12 dias do decreto de Lockdown também chamado de - isolamento social rígido - adotado pelo governador do estado do Ceará, Camilo Santana, em todo o estado do Ceará, mostra que a medida não surtiu efeito na redução de novos casos conforme os boletins epidemiológicos emitidos diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde - SMS. 

Apesar de todos os esforços da população e dos setores de vigilância e segurança pública em conjunto com a administração municipal para reforçar as medidas preventivas à disseminação da Covid-19 no município de Nova Olinda o fechamento total do comércio não-essencial, como estratégia contra o novo coronavírus não surtiu o efeito desejado. 

Um estudo dos dados referentes aos casos confirmados e curados nos últimos 3 meses feito pelo nosso site com dados da SMS mostra que não houve redução na média dos casos novos da doença, em Nova Olinda, nos 3 primeiros meses deste ano, apesar da adoção do lockdown nas duas últimas semanas. 

Os dados oficias mostram que em janeiro foram notificados 20 casos confirmados e 19 casos curados da doença, enquanto em fevereiro as notificações positivas foram de 24 casos confirmados e de 9 casos curados. Em março até o dia 24 são 24 novos casos confirmados e 12 casos curados. 

Quando levamos em conta somente o período em que entrou em vigor o atual decreto que impõem as restrições mais rígidas de isolamento social no município de Nova Olinda aconteceram 7 novas notificações de casos positivos e 3 notificações de curas de pacientes. Assim, concluímos que o lockdown como estratégia contra o novo coronavírus não funcionou no município ao manter a curva de contágio da doença inalterada nas médias para as novas notificações , além disso, no mesmo período não se observa alterações consideráveis nos casos de suspeitas, acompanhamentos e mortes por o registro do covid-19 dentro do município.  

A análise dos dados, no entanto, mostra uma tendência já antecipada pelo prefeito municipal, Ítalo Brito (que é médico), durante o seu programa de rádio - conversa com o prefeito - na rádio municipal quando afirmou que atualmente os casos em tratamento da doença tem exigido maior tempo de internação seja hospitalar ou em isolamento domiciliar dado a uma duração de tempo maior do vírus nas pessoas contaminadas, por isso, o índice de cura tem caído dentro de espaços de tempo mais curtos e tem levado a taxa de cura para baixo sem o aumento da gravidade da doença até esse momento. 

O prefeito Ítalo Brito defende que o controle da pandemia se dá com a população usando máscaras e adotando medidas de distanciamento social, enquanto aos governos compete a realização da vacinação em massa com o avanço da cobertura dos grupos de risco, pondera que medidas como o lockdown não é eficiente e pode acarretar ainda outros problemas sociais e econômicos.          

Abaixo confira os boletins do covid-19 em Nova Olinda nos 3 primeiros meses deste ano http://novaolinda.ce.gov.br/?page_id=9467

Situação 

Até agora o município de Nova Olinda já notificou 1.136 casos e destes 581 foram descartados e 531 casos confirmados, dentre os casos confirmados 501 casos evoluíram para a cura e 10 pessoas morreram, outra morte está em investigação como suspeita de causa por coronavírus, 20 casos se encontram em acompanhamento e outros 24 casos são considerados suspeitos e aguardam resultados de exames laboratoriais. 

Em:: , ,

Seguidores