Isolamento rígido no Ceará segue por uma semana e atividades não essenciais vão ser retomadas a partir de 12 de abril

Ranilson Silva | 07:08 |

 5 de abril de 2021

Centro comercial de Nova Olinda fechado


O governador Camilo Santana (PT) anunciou neste domingo (4) que a partir de 12 de abril será iniciada a retomada gradual das atividades não essenciais no Ceará. Até lá, o isolamento social rígido permanece em vigência. A decisão foi tomada após reunião com o comitê técnico científico do governo, autoridades sanitárias do estado e representantes do Ministério Público e setores da economia, em transmissão ao vivo, ao lado do prefeito de Fortaleza, José Sarto Nogueira (PDT). O Ceará está em isolamento social rígido deste o dia 13 de março.

Segundo Camilo, durante esta semana haverá reuniões com representantes dos setores mais afetados pela suspensão de atividades econômicas, para elaborar de que forma vai ocorrer o retorno do funcionamento dos estabelecimentos e serviços.

Conforme o governador, o isolamento social tem surtido efeito na estabilização da procura por atendimento de saúde e no número de infectados como coronavírus. Dessa forma, manter o isolamento por mais uma semana busca garantir que a tendência de diminuição de casos se mantenha.

"Estamos anunciamos o início da flexibilização das atividades não essenciais no Ceará a partir do dia 12 de abril. Estamos em uma tendência de redução de casos, de transmissão e de pressão assistencial no setor da saúde, porém com números ainda muito altos. Por isso durante a semana vamos abrir novos leitos, aumentar a capacidade de atendimento assistencial e sentar com os representantes dos setores econômicos para discutir o início da retomada das atividades não essenciais a partir da outra segunda-feira".


Do G1/CE 

Em:: ,

Seguidores