Veja o que funciona no Ceará a partir de hoje (3) com novo decreto de isolamento

Ranilson Silva | 07:09 |

3 de maio de 2021

Foto: Camila Lima / DN


Começou a valer nesta segunda-feira (3) o novo decreto estadual com medidas para controlar a disseminação da Covid-19 no Ceará. Conforme anunciou o governador Camilo Santana na sexta-feira (30), atividades econômicas e religiosas não essenciais já liberadas poderão funcionar aos fins de semana e o Estado não terá mais ilockdown no sábado e domingo.

As regras de funcionamento dos serviços de segunda a sexta-feira continuam as mesmas do decreto anterior, em vigor até domingo (2). O toque de recolher de 20h às 5h também continua valendo em todas as 184 cidades nos dias de semana.

Começou a valer nesta segunda-feira (3) o novo decreto estadual com medidas para controlar a disseminação da Covid-19 no Ceará. Conforme anunciou o governador Camilo Santana na sexta-feira (30), atividades econômicas e religiosas não essenciais já liberadas poderão funcionar aos fins de semana e o Estado não terá mais lockdown no sábado e domingo.

As regras de funcionamento dos serviços de segunda a sexta-feira continuam as mesmas do decreto anterior, em vigor até domingo (2). O toque de recolher de 20h às 5h também continua valendo em todas as 184 cidades nos dias de semana.

VEJA OS HORÁRIOS VÁLIDOS NOS FINS DE SEMANA

Comércio de ruas e serviços, como restaurantes e barracas de praia, funcionam das 10h às 15h;
Shoppings, incluindo praça de alimentação, funcionam das 12 às 17h;
Celebrações religiosos presenciais só podem ocorrer até 17h;
Academias podem abrir de 6h às 15h; apenas as situadas em shoppings funcionam até às 17h;

TOQUE DE RECOLHER

O Ceará tem toque de recolhe, de 20h às 5h, de segunda a sexta-feira. Nos fins de semana, a medida vale de 19h às 5h. Deslocamentos só são permitidos em casos de atividades e itinerários considerados essenciais.

VEJA SERVIÇOS QUE PERMITEM CIRCULAÇÃO NO TOQUE DE RECOLHER:

Serviços públicos essenciais;
Farmácias;
Indústria;
Supermercados/congêneres;
Postos de combustíveis;
Hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência;
Laboratórios de análises clínicas;
Segurança privada;
Imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral;
Funerárias.

O toque de recolher foi instituído no Ceará em 18 de fevereiro, para diminuir a contaminação pela Covid-19, visto que o cenário era de agravamento da doença. Com o decreto de lockdown, a medida também acabou sendo incorporada, dado que o isolamento rígido veda circulações em vias e espaços públicos sem justificativa essencial.

Fonte: Diário do Nordeste

Em:: ,

Seguidores