[Termômetro 2020 -Santana Do Cariri] Oposição se fortalece e base governista já fala em apoio a vice-prefeita para a cabeça de chapa

Santana do Cariri "ele não, ela sim" 

O bloco de oposição ganhou mais espaço e se fortaleceu nos últimos meses em Santana do Cariri (CE). Aproveitando a alta rejeição ao prefeito as alas partidárias dos ex-prefeitos Daniele Machado, Zé Maia, Jesus e Beto Garcia, se somam as lideranças políticas do ex-presidente da câmara, Vicente Brilhante, e de pessoas como Cicim Macedo e Alexandre Feitosa, dentre outras que representam forças políticas em desacordo com a administração do prefeito Pedro Henrique. 

A bancada de oposição na câmara municipal já conta com 7 dos 11 vereadores. 


"Ele não"

Esse fôlego da oposição está sufocando as pretensões de reeleição do prefeito. Com a sua imagem pessoal profundamente atacada diante das acusações de mal administrador, Pedro Henrique, já enfrenta resistências dentro da própria base para construir a sua candidatura a reeleição em 2020. 

"Ela sim"

Do sufocamento pessoal do prefeito já surgem vozes que defendem a candidatura da própria vice-prefeita Bibiane Sampaio em substituição ao prefeito na chapa majoritária de situação.  


Sem surpresas

A vice-prefeita assumiu o comando do Partido Social Democrata (PSD) na convenção municipal do partido no município de Santana do Cariri. O evento aconteceu no ginásio Pedro Onofre Cidade, no domingo (19) passados, visando às eleições municipais de 2020. Várias lideranças partidárias da base de situação da qual faz parte a vice-prefeita participaram do encontro, inclusive, o próprio prefeito Pedro Henrique que é do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (MDB). 

Em seu discurso de posse a frente do PSD a vice-prefeita falou em unir o grupo 

" o que queremos é unir o nosso bloco de apoio político partidário, mesmo porque o partido não é meu mas sim da sociedade"

Apesar do tom conciliador, nos bastidores, muitos aliados do prefeito admitiram a possibilidade de substituição da vice-prefeita na cabeça de chapa do grupo para o ano que vem e que a ida dela [vice-prefeita] para o comando partidário da sigla do PSD é um recado claro de que essa pretensão já emergiu para o planejamento.

Quando a vice-prefeita fala em unir o grupo, de maneira subjetiva, admite que o mesmo está desunido ou pelo menos que não existe uma unificação de projetos ou ideias. 

A quem   do projeto pessoal do prefeito de se manter no poder  estão as vontades pessoais, muitas vezes, inconfessáveis daqueles que fazem parte do grupo como as lideranças e os vereadores.    

Bibiane Sampaio é a solução estudada pelo grupo do governo para se manter na prefeitura ou pelo menos obter uma boa votação para vereador em 2020 "já que o enfraquecimento político do prefeito aumenta a cada dia" dizem os defensores da ideia de isolamento do prefeito.

E corroborando com os discursos de protagonismo da vice-prefeita ela própria disse no seu discurso que vai trabalhar pessoalmente com o "seu partido" junto aos "seus deputados" para atender a população num tom de gestão que ultrapassa os limites de uma vice-prefeita 

"não iremos, medir esforços para pedir aos deputados do nosso partido, que ajudem no desenvolvimento de Santana do Cariri. e para isso, estou consciente que irei em busca de projetos que venham contemplar a nossa população", destacou ela.

Mas o posicionamento da vice-prefeita está dentro do alinhamento político daqueles que defendem que chegou a hora da vice-prefeita demonstrar todo o seu potencial preterido pela pífia administração do seu prefeito


Agricultor é destaque em Potengi

A corrida eleitoral de 2020 pelo comando da prefeitura do município de Potengi (CE) começa a esquentar com os anúncios das pré-candidaturas. Num cenário em que os eleitores escolherão entre dar continuidade ao governo da prefeita Alizandra Gomes ou optar pela alternância com alguma força dissidente do próprio grupo de situação surge no lado opositor o nome de um jovem agricultor e sindicalista com uma referência de renovação "da política tradicional".

Popularmente conhecido como "Veriato", o líder sindical Francisco Edson Veriato da Silva, 33 anos, promete romper com uma sucessão de governos municipais que tornou a administração do município de Potengi uma máquina lenta e ultrapassada e incapaz de dar respostas aos anseios da população.

Edson Veriato é Diretor de Formação de Políticas Sindicais do STTR - Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Potengi. Em 2018 foi Candidato ao cargo de Deputado Federal no Ceará pelo PSOL e obteve 1.656 votos totalizados (0,04% dos votos válidos) mas não foi eleito.

Com o slogan "Potengi, verás que um filho teu não foge à luta" o nome do jovem agricultor tem ocupado todos os espaços aonde são colocados os nomes dos virtuais candidatos à prefeitos para as eleições do ano que vem. 

Mais do que isto o seu nome se destaca nas relações aonde aparecem figurões da política local por ele representar, em tese, uma renovação nos quadros políticos e um jeito novo de governar numa clara oposição ao atual modelo de governo e de gestão do município que é uma aspiração do povo potenjiense.    

Santana Do Cariri: Forças contra PH

 

O grupo de oposição ao prefeito Pedro Henrique (MDB) em Santana do Cariri formado por diversos grupos políticos no município ensaiam uma aliança que pode atingir em cheio as pretensões de reeleição do emedebista.


No último domingo (28) representantes de pelo menos 4 agremiações reuniram correligionários em uma mesma roda de conversa aonde o assunto foi as eleições municipais do ano que vem e a ideia dos participantes é juntar os grupos e formar um grupão para enfrentar nas urnas o atual prefeito. 



Deixando de lado todas as diferenças e até indiferenças os signatários do encontro resolveram dar as mãos e somar forças para partirem juntos nas eleições de 2020. 



Segundo informações de bastidores pelo menos 7 dos 11 vereadores do município já fazem parte do grupão e 5 deles estiveram presentes ao evento na casa do Zé Arnaldo no sítio Moita, zona rural do município. 


Os grupos políticos representados no encontro são das alas dos ex-prefeitos Daniele Machado, Zé Maia, Jesus e Beto Garcia e de lideranças como o ex-presidente da câmara, Vicente Brilhante, Cicim Macedo e Alexandre Feitosa. Dentre os vereadores estiveram presentes os vereadores João Cabral (PT), Fernando Maia (PP), Tonhão Temóteo (PSL), Samuel Garcia (PSDB) e presidente da câmara, Luciene Soares (PDT).    


       

Volta do Beto Jeremias à câmara ameaça planos de protagonismo do Tiê Feitosa


Desde que assumiu o seu mandato como vereador pelo PSDB de Nova Olinda, Tiê Feitosa, sonhava protagonizar um papel de líder do governo Afonso Sampaio na câmara municipal tendo em vista que o vereador preferido do prefeito [Beto Jeremias] ficou somente na suplência em 2016. Parecia para o tucano a oportunidade perfeita de bater asas rumo a um lugar de destaque junto ao seleto grupo dos preferidos do prefeito.



O vereador da casta dos "feitosas" seguiu a risca a cartilha de fidelidade e companheirismo do chefe. Obedeceu a todas as ordens, cumpriu todas as regras de escudeiro, inclusive, abriu mão de ser eleito o presidente da câmara no final de 2017 por lealdade ao seu comandante. No entanto, tanto esparto não causou alumbramento ao seu líder.

Alheio aos empregos de serventia do vereador Tiê Feitosa o prefeito de pronto, mandou de volta à câmara o seu pupilo ainda no início da gestão trocando Beto por Vande Araújo e depois por Zé de Naninha. Nas duas ocasiões o Beto de pronto assumiu o papel de líder do prefeito no poder legislativo e recebeu anuência direta do patrão para falar em nome dele, coisa que o tucano sempre quis e jamais conseguiu apesar da forçada aproximação com o cacique político. 

No início da gestão Tiê Feitosa era figurinha fácil vista ao lado do prefeito em visitas à obras, eventos, velórios,casamentos, lá estavam o chefe e o seu candidato a fiel escudeiro. Mas quem nasceu para padre é para padecer mesmo.


Ágora a substituição por Neném Camilo acontece num momento crucial aonde o vereador tucano ensaiava assumir a defesa do prefeito nos processos e se sobressair como homem forte do governo Afonso mas os seus planos estão seriamente ameaçados com o protagonismo assumido por Jeremias.  

A insistência de Afonso Sampaio em manter o Beto Jeremias na câmara mesmo sem o mesmo ter sido eleito tem uma razão inegável até para o vereador Tiê Feitosa. Não importa quem esteja lá, o prefeito prefere o Beto jeremias. Não, o prefeito não precisa do Neném Camilo na secretaria de governo, não. Não, o prefeito não precisa de outro líder na câmara, não. Com isso, o prefeito diz que precisa do Beto Jeremias lá, não importa o Tiê Feitosa nem os outros, para o prefeito quem serve ao papel de líder é o seu suplente de vereador.

Foi fantasmagórico assistir a sessão passada quando da assunção do suplente Beto Jeremias ao posto de "líder", pois, Tiê Feitosa misteriosamente desapareceu. 

A boca pequena, me disseram que o tucano voltou a descansar no seu ninho. 


Virtual candidato a sucessão de Afonso, Beto volta à câmara falando e ouvindo


Tido como o candidato ungido pelo prefeito Afonso Sampaio para a própria sucessão em 2020 o suplente de vereador José Humberto Pereira da Silva - Beto (MDB) voltou a assumir interinamente o mandato na câmara municipal de Nova Olinda, nesta quinta-feira (25), em substituição ao vereador Neném Camilo (SD) e já na primeira sessão após o rosário de denúncias de corrupção e má gestão contra o prefeito Zé Humberto fez as vezes de líder do governo mesmo sem nomeação oficial. 

Fiel defensor do chefe do poder executivo municipal o vereador combateu as reclamações dos vereadores Adriano Dantas (PSB) e Lurdes da Saúde (PRTB) os quais denunciaram a falta de médico no plantão do hospital municipal e cobraram uma escala de serviço que garanta plantão 24 horas no manicômio público. 

O governista classificou a falta de médico no plantão hospitalar do município como algo pontual. Para ele a situação nem de longe representa crise; afirmou que esteve no hospital municipal na última segunda-feira e até pessoas de outra cidade eram atendidas 

"atirar pedra é fácil, quero ver é ajudar a resolver os problemas" criticou ele. 

Adriano Dantas respondeu que 

"se não quiser receber pedradas [referindo-se ao prefeito] trabalhe direito" avisa! 

O opositor afirmou ainda que diferente do que diz o vereador governista a situação em Nova Olinda é crítica em vários setores e para ele nas áreas de saúde e educação é ainda pior. 

"chega a faltar até papel higiênico no hospital, isso é uma vergonha!" reclamou Adriano. 

Lurdes da Saúde disse que esses problemas não são recentes, no entanto, ressaltou que a situação está focando cada dia pior e exigiu providencias da administração municipal. 

A vereadora Marieta (PRTB) endossou as criticas da colega afirmando que a situação da saúde está insuportável e pediu providencias urgentes da gestão. 

Silêncio comodo 
No final da sessão o vereador ouviu calado a oposição em sinal de que não terá dias fáceis na condução do enfrentamento às críticas feitas contra a administração daquele o qual, na visão do próprio vereador, caberá o papel de sucede-lo na corrida eleitoral do próximo ano tendo em vista que o próprio prefeito tem reverberado aos 4 ventos que não será candidato a reeleição. 

Na condição de defensor do prefeito e ao mesmo tempo pré-candidato Zé Humberto tem realmente que falar, mas também que ouvir.  

                

Seguidores